terça-feira, 10 de abril de 2018

O crochê na minha vida


    Para quem ainda não me conhece muito bem, eu faço crochê. Há uns meses que venho fazendo várias coisas para distrair a minha cabeça. Além de ser antiestresse, é produtivo. Cheguei a fazer várias peças e nessa semana comecei mais uma. Pretendo falar mais sobre crochê, criações, inspirações e coisas do tipo aqui no blog, mas hoje será algo breve.



    Eu aprendi a fazer crochê quando era pequenina. Um dia vendo minha avó fazer, pedi para me ensinar. Mesmo ela não sabendo tantas coisas, me ensinou o pouco que sabia e acredite, isso valeu muito a pena. Cresci e deixei pra lá. Não queria mais fazer essas "coisas de velho". Isso eu pensava até uns 2 anos atrás que foi quando eu finalmente voltei a crochetar. 


    Estava em um dos meus dias desagradáveis. A ansiedade a mil, a depressão querendo bater na porta... quando finalmente entrei no youtube e tinha um vídeo como sugestão, e olha só... era sobre crochê! Mas não sobre esses crochês que vemos diariamente, como barrado de pano de prato, ou tapete de banheiro (não estou desvalorizando, inclusive, eu acho bonito! Só não faz muito meu tipo, mesmo eu já tendo feito tais peças), mas sim roupa de crochê. Eu fiquei encantada! 


    Foi então que eu decidi que voltaria a fazer esse trabalho manual. Fui numa loja aqui perto de casa, comprei lã e uma agulha número 3, comecei a tecer. Foi uma das melhores coisas que fiz na vida. Desde então não parei de fazer, mesmo ficando semanas ou até poucos meses sem pegar na agulha.

Xale que estou fazendo nessa semana. Estou quase acabando! xD

    Após tudo isso, eu acabei conhecendo vários canais, blogs, grupos e até mesmo comecei a influenciar outras pessoas a fazerem crochê também. É gratificante fazer e ensinar a prática. Estou na busca do aperfeiçoamento e claro, buscando inspirações. Agora minha cabeça está borbulhando de ideias, mas meus dedos ainda não acompanham, são bem lentos. 
      Estou no preparo de novos posts ainda sobre o assunto, então esperem por mais! xD

26 comentários:

  1. É muito gostoso fazer o que a gente gosta né? Lembro que quando eu era menor, pedi para a tia da minha amiga me ensinar a bordar. Eu fazia uns desenhos bonitinhos! Mas agora nem lembro mais como é... porém, eu gostava bastante! Quem sabe um dia eu volte, né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também já aprendi bordado quando pequena, hoje não lembro nada mais. haha
      Fazer o que mais gosta não tem preço!

      Excluir
  2. Eu também não sou da vibe do tapete do banheiro e afins,mas ADORO peças de crochê! Quando combinadas com botões grandões, como em um da suas fotos, nossa, acho que fica maravilhoso! Seu ponto é super bonito e bem feito. Tá de parabéns! Um jeito gostoso e produtivo de tentar amenizar a ansiedade, né...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Luly! <3 E sim, ameniza muito. É super gostoso fazer. :)

      Excluir
  3. Acho lindo croche!
    Suas roupas devem ser maravilhosas, pq deu pra perceber o quanto você gosta disso e quando gostamos do que fazemos, tudo fica ainda mais lindo e melhor!
    Faz mais posts assim mesmo ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Tanise! <3 Algumas roupas ficaram boas, outras não. hahaha
      Farei mais posts assim, pode deixar!

      Excluir
  4. Eu acho crochê incrível! Também aprendi um pouco com a minha avó na infância, mas já esqueci tudo. Talvez qualquer dia eu dê uma chance novamente! Por ser anti-estresse, acho que vai me ajudar muito. Achei as fotos do post muito lindas também, amei! Depois mostra pra gente o resultado desse xale <3

    Sorria sempre :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Malu! Crochê é incrível mesmo, não nego. hahaha
      Mostrarei o resultado sim. <3

      Excluir
  5. Eu amo e ja fiz bastante rsrs agora não tenho tempo infelizmente ,você e artista amiga,crochê e arte.

    ResponderExcluir
  6. Nossa, se eu te falar que eu adoraria saber fazer crochê para relaxar também?
    Deve ser uma delícia, sem falar que eu adoro todo tipo de trabalho manual!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcela, vem para o bonde das crochetereiras que é só maravilha. <3 hahaha

      Excluir
  7. Aaaaah! Nada melhor do que fazermos o que gostamos ne? Diferente de você,quando estou em dias ruins eu começo a escrever. Isso me acalma e muito. Quando eu era mais nova,hoje eu tenho 16 anos,eu queria muito aprender a fazer esse tipo de coisa. Bordar sapatinhos pra bebê,roupas & eu nunca dominei essa prática. Sou um furacão e nem a agulha eu conseguia segurar e fazer uma amizade entre elas e minhas mãos. Fico feliz que pessoas consigam e no seu caso,inspire outras pessoas também. Amei o post,e inclusive o xalé que está fazendo. Está c cara de que vai ficar um arraso,as cores são lindas. Parabéns pelo talento!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Evelen! <3 Cada um faz o que gosta, não é mesmo? Quero ver os seus textos! <3

      Excluir
  8. Juro que tentei aprender a fazer quando era menor, mas nunca consegui pegar os pontos certos rs. Acho o trabalho lindo e a dedicação ainda mais ♥ No fim, o que vale é o que a atividade nos proporciona e o quanto ela nos faz feliz. Realmente é um encanto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kelly, no começo é complicadinho mesmo, mas depois que pega, não quer mais parar! xD

      Excluir
  9. Eu sou apaixonada por peças em crochê e acho absurdo algumas pessoas ao verem o preço de uma peça em crochê achar caro demais e não pagarem pelo trabalho.
    Eu não sei fazer crochê, porém, conheço muitas pessoas que fazem e tenho ideia do trabalhão que dá!! Parabéns pelo empenho e que consiga se aperfeiçoe cada dia mais ❤️

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Helô! <3
      Realmente, muitas pessoas não valorizam. Nos deixam tristes, mas o que podemos fazer não é mesmo?! :/

      Excluir
  10. Acho lindo peças de crochê, tenho um amigo que faz e acho as peças que ele faz maravilhosas. Acho que para fazer deve ter muita paciência e delicadeza, admiro quem fazer trabalhos que exigem um pouco mais da nossa paciência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sabrina! Sim, precisa de paciência e silêncio, delicadeza também faz parte. haha

      Excluir
  11. Eu acho lindo crochê, minha mão tentou me ensinar, mas nunca levei jeito pra coisa, assim como não consegui achar o lado terapêutico no processo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahaha É assim mesmo, tem gente que não dá para a coisa, mas o importante é fazermos o que gostamos. <3

      Excluir
  12. Minha mãe e minha madrinha sabem fazer crochê, mas nunca tive vontade de aprender, acho que não levo jeito e não sei se teria paciência, sou muito afobada com as coisas, e acho que é uma atividade que tem que ser desenvolvida com calma.

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lenise, precisa de bastante calma mesmo. Mas é super legal de fazer. <3

      Excluir
  13. O jeito que tu se sente com o crochê é a mesma coisa comigo e com o biscuit. Mas senti até uma lágrima escorrendo aqui agora. Minha bisa me ensinou a fazer crochê a quando eu era pequena, só sabia fazer toalhinhas redondas, se pá minha vò deve ter alguma guardada. Eu tinha certa dificuldade, então nunca mais fiz nada. Senti muito saudade da minha Bisa agora :/

    Bites!
    Tary Belmont

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tary, eu já fiz muito biscuit também! Acho super legal, mas não tenho a paciência de esperar secar. haha Minhas coisinhas sempre ficavam tortas depois de secas porque ainda mexia nelas quando úmidas. :/

      Excluir